Queda na taxa básica de juros. Como isso afeta meus investimentos?

No comunicado emitido após a reunião, o BC sinalizou a possibilidade de seguir cortando 0,50% na próxima reunião ao mencionar que: i) o cenário externo mostra-se benigno, ii) retomada da atividade econômica ainda é gradual e iii) a inflação segue controlada.

Além disso, enfatizou que o processo de reformas e ajustes tem avançado positivamente, o que abre espaço para mais cortes de juros. Independente do ritmo de corte, o Banco Central iniciou um ciclo de cortes de juros que levará a SELIC para a sua mínima histórica (5,00% na visão de muito economistas) no próximo ano.

Como isso afeta seus investimentos?

Podemos analisar, de forma simplificada, a taxa SELIC da seguinte forma:

TAXA SELIC = INFLAÇÃO + JUROS REAIS

O mais importante para você, investidor, é o JUROS REAIS. Ele serve para você saber quanto de fato o seu investimento está rendendo.

O juro real projetado para o próximo ano atingiu a sua mínima histórica nas últimas semanas, chegando a um patamar inferior a 2%. Neste cenário, se você não prestar atenção nos seus investimentos e ficar na inércia, o seu dinheiro pode até perder valor ao longo do tempo.

Vamos explicar o impacto do juro real baixo

A taxa de juros estava em 6,50%

Se você investe o seu dinheiro na poupança neste cenário, ou em um CDB de algum banco que pague 85% do CDI (taxa de juros), o seu dinheiro vai render 4,55% e 5,5% ao ano, respectivamente.

Se considerarmos uma inflação de 4%, isso significa que o seu dinheiro, descontado da inflação, vai render somente: 0,55% na poupança e 1,50% no CDB.

poupanca

O desafio fica ainda maior considerando que expectativa do mercado é que a taxa de juros caia dos 6,5% atuais para 5,5% até o final do ano.

Neste cenário, obter retornos reais vai ficar ainda mais difícil. Olha a diferença, aquela mesma poupança e aquele CDB de 85% do CDI vai render: -0,15% na poupança e 0,68% no CDB.

cdb x poup

Exemplo:

Se você investir 1.000 reais na poupança no final do ano considerando os juros de 5,5%, você vai ter o equivalente a 985 reais depois de 10 anos a valores de hoje. Isso mesmo, seu dinheiro pode valer menos!

E, se você investir em um CDB que rende 85% do CDI, depois de 10 anos terá o equivalente a 1.070 reais. Somente 70 reais em 10 anos. Parece inacreditável…

Esse é o risco que você corre se não prestar atenção nos seus investimentos neste cenário do juro real a 2% ao ano ou menor. As carteiras precisam ser repensadas e otimizadas para refletir este cenário.

Vamos pensar em uma carteira que renda 110% do CDI.

No ano, o rendimento seria 2,05% em termos reais. Assim, aqueles seus 1.000 reais virariam 1.225 reais em 10 anos. Bem mais razoável.

em 10 anos

E se você quiser dobrar o seu dinheiro?

Usando os juros de 5,5% e inflação de 4%, com a poupança, isso nunca vai acontecer, pois o seu dinheiro perde valor ao longo do tempo.

Já naquele CDB de banco rendendo 85% do CDI, isso demoraria 103 anos (isso mesmo, mais de um século), enquanto que com uma carteira que rende 110% do CDI, levariam 35 anos.

Imagine a diferença que isso faz para o seu futuro.

Imagine se você estivesse investindo 10.000 ou 100.000 ao invés de 1.000 reais, agora pensando em pagar uma faculdade para seus filhos, comprar um apartamento ou ter uma aposentadoria mais confortável.

Ao longo de 10 anos, na poupança, o seu dinheiro vai valer menos do que ele vale hoje. Sim, menos!

Se você investir 100.000 e compararmos o CDB rendendo 85% do CDI com a carteira rendendo 110% do CDI, você deixaria de ganhar 15.500 reais!

Mas para isso, o investidor precisa assumir mais risco.

Você sabe qual é o retorno da sua carteira de investimento?

Compartilhe

Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram

Posts relacionados